Câmara Municipal do Porto

Created with Sketch.

Município reforça medidas de prevenção da Covid-19 entre os seus trabalhadores

A Câmara do Porto vai proceder à aplicação de testes de antigénio aos trabalhadores que se encontram em regime presencial e que, voluntariamente, aceitem realizar o teste. Esta medida enquadra-se no plano interno de contingência, prevenção e mitigação de contágio, no âmbito da pandemia de Covid-19.

Com esta iniciativa, o Município do Porto pretende contribuir para a deteção precoce e necessário isolamento de eventuais casos positivos. O processo de testagem arrancou nesta terça-feira e será coordenado pela Cruz Vermelha Portuguesa, instituição autorizada a fazer os testes de antigénio e que foi a adjudicatária do procedimento.

Os trabalhadores vão ser testados de forma voluntária, num processo simples, rápido e seguro. A testagem será operacionalizada de forma aleatória, para despiste de casos assintomáticos, e também pela testagem para deteção de possíveis surtos, perante eventual caso positivo confirmado.

Este processo permitirá não só o aumento do número de indivíduos testados, mas também a rapidez do diagnóstico, no sentido de uma implementação célere de medidas de isolamento que conduzam à contenção da transmissão do vírus.

O teste de antigénio destaca-se pela rapidez do resultado, possibilitando a redução e controle da transmissão, assim como uma mais rápida identificação das pessoas infetadas e isolamento dos infetados.

Prevenindo a infeção nos trabalhadores municipais, a Câmara do Porto estará a melhorar a monitorização interna da evolução do vírus e a mitigar o eventual risco colocado pelo contacto destes funcionários com os munícipes, por exemplo no atendimento ao público.

A implementação dos testes de antigénio vem complementar as políticas já em curso - em maio, o Município do Porto fez testes serológicos aos funcionários municipais da primeira linha de combate à Covid-19.

Esta medida é complementar à Estratégia Nacional de Testes para o SARS-CoV-2 e está alinhada com as recomendações da Comissão Europeia e da Organização Mundial de Saúde.
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi